segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Sobre o Poema “Perguntas De Um Operário Que Lê"

Autor: Jonas da Cruz Amaral

No poema Perguntas De Um Operário Que Lê o poeta Bertolt Brecht (1892 a 1956) expressa a sua indignação em relação à História; no modo como ela é escrita. A História é narrada pelos poderosos. Adolf Hitler não implantou o Nazismo sozinho. Milhões de soldados contribuíram com esse ideal. Um escritor, por exemplo, não escreve um livro sozinho. No entanto é o seu nome que vem escrito na capa. E os seus familiares que o aturaram sem dizer nada durante todo o seu processo criativo? Muitos escritores quando estão escrevendo os seus livros não dão atenção à esposa, aos filhos, aos amigos. E os leitores, que fazem em cima de sua história uma nova história? Eles de certa forma não ajudam os escritores a escreverem os seus livros?

O professor, por exemplo, precisa da colaboração de seus alunos para dar a sua aula. O diretor precisa da dedicação do professor para que o seu colégio tenha um bom ensino. O colégio necessita do trabalho braçal dos serviçais para a conserva do ambiente físico.   

Os poderosos triunfam sobre os fracos, mas são os “fracos” que trabalham para a vitória dos reis, dos grandes generais. Adolf Hitler propagou o Nazismo, mas duvido que ele sozinho causaria todo aquele extermínio.  O grande Alexandre destruiu a Esquadra Sagrada de Tebas, chamada a Invencível, sozinho, sem que ninguém o ajudasse? O grande Alexandre conquistou sozinho o Egito e a Pérsia? Conquistou as Índias sem que ninguém tivesse o ajudado? Duvidaria se me falasse que ele fez tudo isso sozinho, sem a ajuda do seu exército, de homens que morreram para poupar-lhe a vida. Alexandre, O Grande, é pequeno diante do seu povo.

É como diz Brecht:

“Em cada página uma vitória./ Quem cozinhava os festins?”

Eu digo quem cozinhava os festins. Eram os súditos. Eles eram os responsáveis pela força de um exército nos campos de batalha, pois todos nós sabemos que saco vazio não para em pé.

Algumas perguntas para refletir: você, poderoso ou não, faz alguma coisa sozinho? Você escreve a sua história, sozinho? Você torna-se inteligente sozinho, por obra do acaso?

“Quem paga as despesas?”

E para terminar, você é capaz de mudar toda uma sociedade, sozinho?             
         



Nenhum comentário:

Postar um comentário